Caracterização da altura de plantas e índice de clorofila de genótipos de amendoim nas condições de Campo Verde-MT

Autores

  • Maxuel Fellipe Nunes Xavier Discente de Agronomia do IFMT Campus São Vicente – Centro de Referência de Campo Verde, Campo Verde, MT. E-mail: maxuelfellipe90@gmail.com. https://orcid.org/0000-0003-0822-4992
  • Alexandre Caetano Perozini Docente do IFMT Campus São Vicente – Centro de Referência de Campo Verde, Campo Verde, MT. E-mail: alexandre.perozini@svc.ifmt.edu.br.
  • Jair Heuert Programa de Melhoramento do Amendoim – Embrapa, Santo Antônio de Goiás, GO. E-mail: jair.heuert@embrapa.br. https://orcid.org/0000-0002-2064-4263
  • Maxsuel Antonio Rodrigues Discente de Agronomia do IFMT Campus São Vicente – Centro de Referência de Campo Verde, Campo Verde, MT. E-mail: maxsuel12ar@gmail.com.
  • Paulo Ricardo Lima Flores Discente de Agronomia do IFMT Campus São Vicente – Centro de Referência de Campo Verde, Campo Verde, MT. E-mail: paulo.ceguetaagro@gmail.com.
  • Vicente Batista de Souza Junior Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO. E-mail: vicentebatista941@gmail.com.

DOI:

https://doi.org/10.52755/sas.v2iedesp1.113

Palavras-chave:

Arachis hypogaea L., Cultivares, Programa de Melhoramento

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo caracterizar as alturas de plantas e o índice de clorofila de genótipos de amendoim nas condições de Campo Verde-MT. O experimento foi realizado no ano agrícola 2019/20 na área experimental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – Campus São Vicente, Centro de Referência de Campo Verde, localizado no município de Campo Verde – MT. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram nove genótipos de amendoim, sendo seis linhagens (1253 OL, 1952 OL, 1900 OL, 1965 OL, 1973 OL e 2133 OL) e três cultivares (BRS 421 OL, BRS 423 OL e BRS 425 OL), ambos desenvolvidos pelo Programa de Melhoramento do Amendoim (PMA) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). As parcelas foram constituídas por duas linhas com três metros de comprimento, com intervalo de dois metros entre parcelas. A área útil considerada nas avaliações foram dois metros centrais, totalizando 3,6 m2. O estande médio estabelecido foi 16 plantas.m-1. O experimento foi colhido no dia 20/03/2020 e as características avaliadas foram nove alturas de plantas aos 32, 42, 49, 60, 70, 84, 98, 110 e 122 dias após o plantio (DAP) e o índice de clorofila SPAD aos 40, 70 e 98 DAP.           Conclui-se que as médias obtidas nas nove alturas de plantas e nas três avaliações de índice de clorofila, podem servir para caracterizar estes genótipos estudados e agregar em posteriores estudos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-09-30

Edição

Seção

Anais do XVIII Encontro Sobre a Cultura do Amendoim - 2021