Avaliação de diferentes armações no recolhimento mecanizado do amendoim

Autores

  • Armando Lopes de Brito Filho Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Ciência do Solo), Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, e-mail: armando.brito@unesp.br.  http://orcid.org/0000-0002-8053-0399
  • Franciele Morlin Carneiro Pós-Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Produção Vegetal), Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, e-mail: franciele.morlin@unesp.br. http://orcid.org/0000-0003-0117-7468
  • Jarlyson Brunno Costa Souza Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Produção Vegetal), Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, e-mail: jarlyson.brunno@unesp.br. http://orcid.org/0000-0001-8556-5665
  • Samira Luns Hatum de Almeida Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Produção Vegetal), Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, e-mail: samira.lh.almeida@unesp.br. http://orcid.org/0000-0001-6900-1616
  • Jean Lucas Pereira Oliveira Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Produção Vegetal), Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, e-mail: jlp.oliveira@unesp.br. https://orcid.org/0000-0002-8349-993X
  • Rouverson Pereira da Silva Rouverson Pereira da Silva Prof. Dr. Livre-Docente da UNESP/FCAV (Produção Vegetal), Jaboticabal-SP, e-mail: rouverson.silva@unesp.br. http://orcid.org/0000-0001-8852-2548

DOI:

https://doi.org/10.17648/sas.v1i1.89

Palavras-chave:

Arachis hypogaea L., Perdas quantitativa., Produtividade

Resumo

Com o aumento do crescimento populacional e para atender a demanda, é de suma importância procurar a obtenção de maiores produtividades, e um dos fatores que afeta bastante a produtividade são perdas oriundas da colheita, sendo que, as mesmas precisam ser reduzidas quando detectadas. Desta maneira objetivou-se, com este trabalho, quantificar as perdas em função do tipo de armação, durante o recolhimento do amendoim, e comparar qual armação foi a melhor para determinação das perdas. O experimento foi conduzido na safra 2019/2020, no município de Ribeirão Preto, estado de São Paulo. A área experimental foi instalada em sistema de Meiosi. O delineamento experimental foi em faixas contendo 2 tratamentos (armação circular e retangular) e 20 repetições, perfazendo 40 parcelas. Cada parcela possuiu o distanciamento de 80 m de comprimento entre si. A variável analisada foi perda total, que foi obtida pelo o somatório das perdas visíveis e invisíveis, que foi coletada durante o recolhimento. Após a coleta dos dados foi efetuado teste F e quando significativo foi usado o teste de Tukey. Através da análise estatística verificou-se alta variabilidade nos dados de perdas, um fato comum quando se trabalha com perdas e colheita mecanizada, encontrando-se  diferença estatística na comparação das perdas das diferentes armações, no qual a armação circular apresentou valores mais confiáveis devido ao fato de possuir uma representatividade maior da área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-10-14

Edição

Seção

Anais do XVII Encontro Sobre a Cultura do Amendoim