Levantamento fitossociológico na cultura do amendoim

Autores

  • Ana Eliza Piazentine Mestranda em Produção Vegetal – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/ Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – FCAV/ UNESP. E-mail: elizapiazentine@hotmail.com https://orcid.org/0000-0001-7757-9338
  • Willians César Carrega Doutor em Produção Vegetal – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/ Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – FCAV/ UNESP. E-mail: willianscesar@hotmail.com. https://orcid.org/0000-0001-7722-8765
  • Maira Rosene da Costa Graduanda em Ciências Biológicas – Faculdade São Luís. E-mail: mairaxmc@gmail.com e https://orcid.org/0000-0002-0823-0930
  • Pedro Luís da Costa Aguiar Alves Doutor em Biologia Vegetal – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/ Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – FCAV/ UNESP. E-mail: plalves@fcav.unesp.br e https://orcid.org/0000-0003-2348-2121

DOI:

https://doi.org/10.17648/sas.v1i1.31

Palavras-chave:

Arachis hypogaea L., Plantas daninhas, Infestação, Competição , Manejo

Resumo

A identificação das espécies de plantas daninhas que infestam as áreas agrícolas é importante para a tomada de decisão durante a escolha do método de controle. Diante disto, o objetivo do trabalho foi identificar e quantificar as principais espécies de plantas daninhas presentes em área de produção de amendoim no município de Jaboticabal – SP. O delineamento experimental foi em blocos casualizados. As avaliações foram realizadas aos 15, 30, 45, 75, 90, 105 e 130 dias após a semeadura, utilizando-se o método do quadrado vazado. Em cada avaliação foram realizadas 2 amostragens/parcela, totalizando 8 amostragens por tratamento. As plantas coletadas foram seccionadas rente ao solo, identificadas, acondicionadas em estufa de circulação de ar a 70ºC e, após 96 horas, foi determinada a massa seca das plantas. Com base nas informações obtidas nas amostragens, foram estimados os parâmetros fitossociológicos, frequência, frequência relativa, densidade, densidade relativa, abundância, abundância relativa, dominância, dominância relativa e determinou-se o índice de valor de importância. Verificou-se que a comunidade infestante na cultura do amendoim apresentou 17 espécies, em 17 gêneros e 9 famílias. O maior número de plantas daninhas foi encontrado na família Poaceae. Concluiu-se que nesta área, as espécies que predominaram foram Alternanthera tenella Colla, Digitaria sp. e Amaranthus sp.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-10-14

Edição

Seção

Anais do XVII Encontro Sobre a Cultura do Amendoim