Limitação da produtividade pela deficiência de boro nas culturas da soja, milho, feijão e café

Autores

  • Rafael Magro Tomicioli Engenheiro Agrônomo – Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, Especialista em Manejo do Solo (ESALQ), e-mail: rmagrotomicioli@gmail.com. https://orcid.org/0000-0001-6106-2123
  • Fábio Tiraboschi Leal Doutor em Agronomia (Produção Vegetal) – Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, lealft@bol.com.br. https://orcid.org/0000-0002-4724-6601
  • Anderson Prates Coelho Mestre em Agronomia (Produção Vegetal) – Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, anderson_100ssp@hotmail.com. https://orcid.org/0000-0003-2472-9704

DOI:

https://doi.org/10.17648/sas.v2i1.100

Palavras-chave:

Lixiviação, Fontes, Textura do Solo

Resumo

O boro é um dos micronutrientes que mais limita a produtividade das culturas nas condições dos solos brasileiros. Este elemento participa de funções ligadas ao enraizamento das plantas até o enchimento de grãos, gerando elevada responsividade das culturas em solos com médios e baixos teores. Os principais fatores que contribuem para os baixos teores de boro no solo são a lixiviação que o nutriente pode sofrer, baixo valor do pH do solo, baixos teores de matéria orgânica e a reposição do micronutriente ao longo dos cultivos. Tomadas de decisões no manejo que visam principalmente o aporte de matéria orgânica no sistema impactam de forma positiva nos teores de boro no solo, além de melhorias tanto nos parâmetros químicos, físicos e biológicos dos solos. No mercado existem diversas fontes de boro para a utilização na agricultura e cada fonte apresenta comportamento distinto, para a forma de aplicação, perdas por lixiviação e solubilidade, diferindo a resposta para os diferentes tipos de solo e cultura. Este trabalho visa levantar informações sobre as estratégias para o manejo nutricional com boro, escolha de fontes mais adequadas para a nutrição das plantas, quantificar perdas de lixiviação em função da fonte utilizada e, principalmente, dar subsídios para melhorias no manejo com boro para as culturas da soja, milho, feijão e café.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-19

Edição

Seção

Revisões de Literatura (Ciências Agrárias)